// Tecnomodo: Brasileiras reinando na Feira de Ciências e Engenharia da Intel (ISEF) – Purificação de águas...

quarta-feira, maio 21, 2008

Brasileiras reinando na Feira de Ciências e Engenharia da Intel (ISEF) – Purificação de águas...


Essas duas alunas de Belo Horizonte são notícia na mídia internacional. Como conseguiram? Fácil, produziram um sistema de purificação de águas poluídas através de aquecimento solar com placas de alumínio. O sistema que desenvolveram é simples porem genial e está sendo destaque na ISEF (International Science and Engineering Fair) da Intel.
Segundo o blog do Dr. Chicletinho:
Veronica Santos e Julia Parreiras com custo baixíssimo estão utilizando o mesmo princípio do aquecedor solar caseiro para aquecer a água para o banho, onde utiliza-se materiais reciclados que possuem metal ou materiais reflexivos para geração de calor, e as as famosas garradas PET para retenção do calor e água.
O princípio básico é o de aquecimento da água através de um concentrador solar, assim matando todas as bactérias nocivas ao homem. ”

O mais curioso porém é que essa notícia foi divulgada no exterior, e poucos blogs no Brasil estão repassando a notícia...
Parabéns às mineirinhas e bola para frente Brasil...
fonte ecogeek, ecotrees, Dr. Chicletinho

3 comentários:

Dr. Chicletinho disse...

Grande amigo Molina,

Infelizmente nem toda a mídia brasileira dá crédito as suas próprias conquistas. Depois tem jornalista que fica de birrinha com blogueiro. Mas isso fica para depois.

Seu site também está bacana, e sim também acredito no Brasil. Essas meninas me deram mais vontade de escrever mais sobre o Brasil.. Esse país é o Bicho. Rs,rs,rs

Tecnologia Verde ainda está engatinhando, e ainda há muito o que inventar e muito o que se descrobrir. Espero que sobrevivamos após 2012 porque há previsões de coisas incríveis para aquele ano.


Abraços

Ps. Eu conheço esse sobrenome Molina de algum lugar, de onde seria?


Dr. Chicletinho

cwaner disse...

Quem sabe um dia algum gringo traga ess idéia para cá, para despoluir o Amazonas e talvez o governo saiba que as meninas um dia existiram, isso se não tiverem adotado outra nacionalidade.

Tiago Celestino disse...

Parabéns para as meninas. Realmente, essas notícias não são mostradas em blogs.